top of page

Gonçalves

Mais um achado de charme na Mantiqueira, seguindo a vibe de SFX, um centrinho cheio de restaurantes, cafés e lojinhas. Uma feirinha orgânica muito bacana e uma cervejaria bem badalada. Além de picos e cachoeiras a explorar. Nós cutimos um lindo fim de semana de lua cheia. Alugamos um chalé no bairro do Juncal, afastado do centro, mas como queriamos curtir a natureza, foi perfeito, uma casinha com um belo jardim, lindas araucárias, um riozinho e um bom espaço para nossa fogueira. Catamos pinhão pelo jardim, até escurecer e depois assamos o pinhão na fogueira, ficou uma delícia.


No caminho de Gonçalves passamos por Santo Antônio do Pinhal, Sapucai-Mirim onde almoçamos no restaurante Tatini, depois uma passada rápida por São Bento do Sapucaí (SBS), e como nosso chalézinho ficava no bairro do Juncal, 13km ao sul de Gonçalves, cortamos caminho pela boa estrada de terra entre SBS e o bairro. Ali fica o cotovelo da divisa de SP e MG. SBS em SP e logo após o belvedere do Serrano passamos a divisa e entramos em MG.


São Bento visitamos em outra viagem: Nas alturas da Pedra do Baú

O Bairro do Juncal era bem afastado mas perefeito pois pretendíamos subir os picos que ficavam no seu entorno, a PEdra do Forno, a Pedra Chanfrada e se desse incluiriamos também a Pedra do Jair. Mas choveu no último dia e agora teremos que voltar por elas.

Em nosso chalézinho relaxamos e nos divertimos. Catar pinhão na lua cheia foi uma diversão, assá-los na fogueira mais ainda e ainda tivemos entardecer e amanhecer belíssimos com direito a alinhamento dos planetas



Durante o dia pegamos a estrada da Terra fria até Gonçalves e exploramos a região. Tomamos banho na #aguagelada da cachoeira do Simão, visitamos a feirinha orgânica e almoçamos no restaurante Janelas com Tramelas e depois sobremesa no Armazém São Bento. Compramos coisinhas gostosas para o jantar no Empório Geringonça e no Degustare.

Depois do passeio pelo centrinho íamos à badalada cervejaria três ovelhas, mas estava bem cheia e como cerveja não é nossa praia, resolvemos ir assar nossos pinhões em casa.


No dia seguinte estávamos preparadas para madrugar e até tentar ver o nascer do sol na pedra do forno, mas o tempo virou de surpresa, amanheceu chovendo, então mudamos a programação da aventura para ir almoçar na badalação de Monte Verde. Uma voltinha pelo centrinho e seguimos de volta para casa.

Neste mapa marcamos os atrativos, é só conferir pela legenda, trilhas de picos e cachoeiras e restaurantes e lojinhas no centrinho:


Em uma segunda e rápida visita a Gonçalves fomos a duas pedras ali próximas, a Pedra de São Domingos, totalmente acessível por carro, que o pessoal em geral vai ver o por do sol. E a Pedra Chanfrada, na estrada da Terra Fria, que tem um restaurante e local aprazível, e a subida ao topo da pedra, apezar de bem íngrem é bem rápida, papai e mamãe chegaram ao topo em 20 minutos, nós de mau-humor ficamos esperando lá em baixo.




Commentaires


bottom of page