top of page

Explorando a Mantiqueira

Bem perto de São Paulo, a maravilhosa serra da Mantiqueira com cantinhos de natureza, muito bucólicos, rústicos, diversos atrativos e aventuras a explorar. Sair da trilha batida de Campos do Jordão ou Monte Verde, descubra todos estes cantos. Nós estamos explorando e ainda temos muito a conhecer e vamos compartilhando aqui a nossa lista de recomendações.


Para quem não sabe a a Serra da Mantiqueira é uma cadeia montanhosa rica em belezas naturais que se estende por três estados do Brasil: São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Cerca de 10% da serra encontra-se no estado do Rio de Janeiro, 30% está localizada no estado de São Paulo, e os demais 60% estão localizados em Minas Gerais. Com mais de 500 km de extensão, a região é composta por áreas de proteção ambiental, florestas da Mata Atlântica, belas cachoeiras, rios e montanhas.


Confere os detalhes no mapa abaixo com a legenda.

  • Cidades interessantes

  • Parques e áreas de proteção ambiental

  • Cumes da Mantiqueira

  • Cachoeiras

  • Ainda vamos conhecer


O ideal para explorar a Mantiqueira é buscar um chalézinho de montanha dentre as diversas opções que existem no Airbnb ou Booking. Nós achamos mais interessante que ficar em pousadas, pois nos dá a liberdade de fazer uma fogueira, assar pinhão e aproveitar a paisagem e os entornos, afinal nós não viajamos para ficar relaxando em pousadas ou hotéis de luxo. Outra opção que ainda não começamos a explorar são as diversas opções de travessias que temos, seja percorrer as montanhas caminhando e acampando, ou ficando em abrigos ou hospedagens locais, ou até mesmo planejando um bom clicloturismo ou caminhada pela região.


Vamos dividir em dois grupos, a parte da Mantiqueira mais próxima de São Paulo e a parte na divisa dos três estados SP, MG e RJ


 

Mantiqueira mais próxima a São Paulo


As badaladas Monte Verde (MG) e Campos do Jordão (SP)

A gente não curte muito o desfile de botas que se tornaram estas cidades, mas ainda precisamos voltar pois nelas estão alguns cumes que ainda não alcançamos como o Pico do Itapeva em Campos do Jordão e os diversos picos que se encontram em Monte Verde, os quais alcançaremos quando fizermos nossa travessia Monte Verde - SFX. Tem um pouquinho sobre Monte Verde em nosso post sobre Gonçalves.


Para visitar estas duas cidades não tem segredo, diversas opções. Em Campos do Jordão tivemos a experiência de nos hospedar nas charmosas casinhas do hotel e parque Tarundu, para comemorar o aniversário da vovó. São uma gracinha, o programa já um tanto aventura pasteurizada pra gente, mas foi legal colocar a #primaiadareunida e nos divermitimos muito pelo parque. Campos do Jordão e o Tarundu


As menos badaladas e nossas favoritas São Bento do Sapucaí, São Francisco Xavier e Gonçalves

São Bento do Sapucaí é uma cidade interessante, organizada para o turismo, e base para explorar a linda pedra do Baú. Outras diversas trilhas que ainda vamos percorrer, como a Ana Chata e também o baúzinho. Quando estivemos por lá, também fizemos um mega-tirolesa com uma linda vista à pedra do Baú, no restaurante da Pousada Quilombo.

O nosso xodó é São Francisco Xavier (SFX), que possui um relevo interessante, e qualquer chalézinho que você encontre por lá terá um deck gostoso com uma vista para o vale. O centrinho é bem animado e existem algumas trilhas bacanas para curtir, como o Queixo D'Anta e o complexo de cachoeiras Santa Bárbara. Ainda voltaremos para completar a travessia de Monte VErde a SFX e marcar importantes cumes da Mantiqueira. São João em SFX

E Gonçalves, um pouco mais distante, mas com o charme de SFX, alguns cumes que precisamos voltar para marcá-los, cachoeiras e #aguagelada e muitos atrativos, confere no post: Gonçalves


Vale conhecer também Monteiro Lobato, Santo Antônio do Pinhal e Sapucai-Mirim

Mas ainda não pernoitamos por lá, conhecemos apenas de passagem. São cidades interessantes que um dia voltaremos para conferir com mais calma.


Extrema e Joanópolis

Estivemos em Extrema em busca de trilhas, fomos ao Pico do Lopo e no dia seguinte esticamos a Joanópolis e e visitamos a cachoeira dos Pretos e o Lobisomem que ali mora. A região tem bastante pra visitar, precisamos voltar e também esticar a Piracaia e explorar a represa. Extrema e Joanópolis


 

No meio do caminho

Ao longo da Rododvia Dutra, estão os acessos à diversas cidades da serra da Mantiqueira. Exploramos pouco esta parte, está em nossos planos. Na região de Piquete, Delfim Moreira e Marmelópolis estão os importantes picos do Marins e Itaguaré, em nossa lista para um dia chegarmos lá. Nosso tio Guga fez um vídeo bacana para quem quiser se aventurar a subir o Marins. Dizem que Marmelópolis é a única cidade que neva na Mantiqueira, vamos descobrir um dia se isso é verdade.

Ali perto ficam também as recomendadas Pedralva e Cristina e o cume da Pedra Branca que também entrou em nossa lista.

Passa-Quatro também vale ser explorada, nós passamos direto e demos uma paradinhar para percorrer os trilhos do trem da Mantiqueira, bem ali na divisa de SP e MG. O trem é uma Maria Fumaça que opera em horários especificos, vamos conferir um dia também. Trem da Serra da Mantiqueira E tem também a Floresta Nacional de Passa-Quatro um trecho pequeno de conservação da floresta, fácil de visitar passando por ali.

 

Mais afastadas, mas com muitos picos e cachoeiras

A região do Parque Nacional (PARNA) de Itatiaia e o Parque estadual da Serra do Papagaio podem ser exploradas por diversas cidades em seu entorno, vamos aqui também dividir nos grupos dos nossos roteiros.


PARNA Itatiaia - Parte Alta em Itamonte e Parte Baixa em Itatiaia


O Parque tem muitos atrativos. Para quem está a fim de explorar os diversos cumes, os mais altos da Mantiqueira, o destino é a cidade de Itamonte e a parte alta do parque. Mas não vale a pena ficar na cidade, que por sinal é bem longe da entrada do parque. Existem diversas opções de base e hospedagens, como o Hotel Picus que é a base dos montanhistas. Mas há muita opção ao longo da BR-354, perto da Garganta do Registro que é a saida para o parque. Nós nas duas vezes que fomos, optamos por ficar pela região de Campo Redondo, buscando entre diversas ótimas opções de casas no airbnb. No Parna Itatiaia também tem diversas opções de travessias que ligam a parte alta com a parte baixa em Visconde de Mauá (Maromba).


A parte baixa a base é a cidade de Itatiaia, também sem muita atração, ou ficar dentro do parque que possui opções de pousadas como o Hotel do Ipê. Corpus-christi em Itatiaia (+ Penedo + Aparecida)


Penedo, Serrinha do Alambari e Visconde de Mauá

Esta rota é super turística e vale a pena, muitas opções de cachoeiras e cidades bem charmosas como Penedo e Visconde de Mauá. Mas vale ressaltar que Mauá perdeu o seu charme depois que chegou o asfalto, mas tem ótimas opções de hospedagem pousadas ou casas no airbnb. Ainda assim vale entrar um pouco mais e buscar opções em Maringá ou Maromba. O centrinho de Maringá está uma graça e Maromba, poucos quilometros depois tem o incrível escorrega do Maromba.

Penedo é a casa de verão do Papai Noel. De origens Norueguesas o centrinho tem um charme e as cachoeiras bem próximas ao centro também são uma delícia. A natureza e atrativos também. Uma ótima opção de base para explorar o PARNA Itatiaia.

A Serrinha do Alambari ainda não fomos, mas está como pendência para quando formos subir o pico da Pedra Selada ali perto.


Baependi, Aiuruoca e Alagoa

Baependi também faz parte do Circuito das Águas de MG, mas é uma base perfeita para explorar o lado oeste do Parque estadual da Serra do Papagaio. Muitas cachoeiras e a travessia Baependi-Aiuruoca.

Aiuruoca do outro lado do parque é uma delicia. Também vale ficar fora da cidade que pouco tem de interssante, ou no Vale do Matutu ou na Serra dos Garcias.

Alagoa ao sul de Aiuruoca, por estrada de barro, é uma cidade conhecida pelos seus queijos e azeites, até teve festival na última vez que passamos por lá, seguindo em direção a Itamonte, desviando rumo ao PARNA Itatiaia estão as comunidades de Campo Redondo, Fragária e Serra Negra, com opções de hospedagem bem bucólicas no meio das montanhas, ótima base para explorar o PARNA, uns 40min da portaria do parque, como explicamos ali acima sobre a parte alta do parque. Mas infelizmente a estrada de acesso ao parque e nesta região está bem ruim. Corpus Christi em Aiuruoca e Prateleiras


 

Outras opções

São Thomé das Letras e Ibitipoca já ficam fora do eixo da Serra da Mantiqueira, mas tem o perfil das cidades interessantes da região e portanto incluimos por aqui. Precisamos conhecer Cruzilia também, a cidade dos queijos


Vale conferir também a rota do Circuito das Águas de MG, fica ali no meio dos atrativos da Mantiqueira, mas o perfil das cidades é mais turístico pelas águas termais. São Lourenço, Caxambu e Baependi, dentre outras que não visitamos.


E tem também o Circuito Serras Verdes para ainda explorarmos


E os Caminhos da Fé


Confere tambén nosso post Na rota das cachoeiras...

 

Cumes da Mantiqueira alcançados e em nossos planos


E estamos trilhando nossos cumes da Mantiqueira. Segue a nossa lista dos 20 cumes selecionados dentre os 50 mais altos da Mantiqueira para alcançarmos.

1

Pedra da Mina

2798,39 m

Serra Fina

2

Pico das Agulhas Negras

2791,55 m

PARNA Itatiaia

YES!

3

Morro do Couto

2680,99 m

PARNA Itatiaia

YES!

4

​Pedra do Sino de Itatiaia

2670 m

PARNA Itatiaia​

5

Pico dos Três Estados

2665 m

Serra Fina

14

​Maciço das Prateleiras

2548 m

PARNA Itatiaia

​YES!

21

​Pico dos Marins

2420,7 m

Piquete - Mamelópolis

24

Pico do Garrafão ou Santo Agostinho

2359 m

Alagoa

​YES!

25

​Pico do Itaguaré

2308 m

Piquete - Mamelópolis

32

Pico da Pedra Bonita

2120 m

Gonçalves

33

​Pico do Papagaio

2105 m

Aiuruoca

34

​Pico do Selado

2080 m

Monte Verde

36

​Pedra de São Domingos

2050 m

Gonçalves

YES!

37

Pedra Partida

2046 m

Monte Verde

41

Pico do Itapeva

2030 m

Campos do Jordão

42

Pico da Pedra do Forno

1970 m

Gonçalves

43

Chapéu do Bispo

1955 m

Monte Verde

44

Pedra do Baú

1950 m

São Bento do Sapucaí

YES!

46

Pedra Chanfrada

​1870 m

Gonçalves

YES!

48

Pico da Pedra Selada

1755 m

Visconde de Mauá


Comentarios


bottom of page